A deputada Aline Sleutjes (PSL-PR) participou nesta terça-feira (25) do lançamento da Agenda BC. O evento, promovido pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) em conjunto com o Banco Central, teve como meta apresentar um conjunto de medidas para aperfeiçoar o ambiente de negócios no Brasil, atrair pessoas para abrirem contas em instituições financeiras, diminuir a burocracia e estimular a produtividade.

A Agenda BC é baseada em quatro pilares: inclusão, competitividade, transparência e educação. Na avaliação do presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, a atuação das cooperativas de crédito é muito importante, visto que elas estão presentes em praticamente todo o país. Ele reforçou que neste novo ciclo positivo papel delas será ainda mais importante no pilar inclusão, uma vez que o IBGE apontou que aproximadamente 60 milhões de pessoas não utilizam serviços bancários, o que representa quase 25% da população.

Dados do BC mostram que nos últimos dez anos houve um crescimento de 180% do número de pessoas que utilizaram serviços de uma cooperativa de crédito. Campos Neto apontou que isso representa uma consolidação do setor. “Em 2018, houve redução de cerca de 4% na quantidade de cooperativas singulares, de 967 para 925. Apesar disso, o número de cooperados aumentou e, em 2018, ultrapassou os 10 milhões de pessoas, entre físicas e jurídicas”, disse. O dirigente projetou que em 2022 haverá um aumento de 12% na participação das cooperativas nos empréstimos disponibilizados no Sistema Financeiro Nacional.

O cenário positivo desenhado por Campos Neto também segue a linha de pensamento da deputada Aline Sleutjes. Em discurso durante o evento, ela fez um pedido para que haja união em torno de apresentação de pautas positivas. Dessa forma, avalia, será possível mudar o Brasil.

“Estamos entrando em um novo momento e as coisas vão acontecer. Só que não é possível resgatar 20 anos em 5 meses. Precisamos dar tempo ao tempo. O trabalho de toda a equipe do governo tem sido fundamental para mudar o cenário do País. Vamos lançar uma nova onda nesse país. A do otimismo, da participação, do envolvimento e da credibilidade. Temos que passar aos brasileiros que tudo vai dar certo, pois estamos lutando para isso. Eu confio no governo Bolsonaro, confio no cooperativismo e confio no povo brasileiro”, afirmou Sleutjes.

Por fim, a deputada do paraná destacou que trabalhará de forma árdua pela bandeira do cooperativismo.

Subscribe
Notify of
guest