Todo primeiro sábado do mês de julho se comemora, há 98 anos, o Dia Internacional do Cooperativismo. A Organização das Cooperativas do Estado do Paraná – Ocepar, divulgou levantamento que mostra o quanto o cooperativismo é importante para o estado e o país, com dados relevantes sobre faturamento, geração de empregos, arrecadação de impostos e outras informações.

Além de números totais, o estudo traz um detalhamento por ramos: no ano passado, por exemplo, foram 216 cooperativas registradas no Sistema Ocepar, sendo 62 do ramo agropecuário; 56 de crédito, 35 de saúde, 37 de transporte, 14 de infraestrutura, 9 de trabalho e produção de bens e serviços e 3 de consumo. Juntas, elas somaram R$ 87,6 bilhões em faturamento, um crescimento nominal de 4,7%, desempenho superior ao PIB nacional (1,10%), PIB estadual (-1,02) e Crescimento da Atividade Agropecuária no Paraná (2,14). De acordo com o levantamento da Ocepar, o setor apresentou um crescimento de 22,9% em seus resultados, totalizando R$ 3,8 bilhões (antes das destinações).

Outros números conjuntos são: aumento de 7,7% na composição de ativos, somando R$ 118,4 bilhões; o nível de capitalização do cooperativismo paranaense foi de 15,4%, constituindo Patrimônio Líquido de R$ 30,5 bilhões; a geração de empregos diretos foi 6,2% maior do que em 2018, totalizando 107.588 funcionários; o quadro social, alavancado pelo ramo crédito, evoluiu 23,8% no ano, totalizando 2.184.722 cooperados; e as cooperativas paranaenses recolheram ao cofres públicos R$ 2,6 bilhões em impostos em 2019.

Responsável por mais de 80% da movimentação financeira do cooperativismo paranaense, o ramo agropecuário atingiu R$ 72,6 bilhões de faturamento em 2019, o que representa um crescimento de 3,2% em relação ao ano anterior. Desse montante, 36,4% são originários da comercialização de produtos industrializados, 37,7% de produtos não industrializados, 21,8% da venda de insumos, 2,1% da venda de bens de consumo e 2% da prestação de serviços. As 62 cooperativas do ramo agropecuário encerraram o período com 179.866 cooperados, 5,3% a mais que em 2018, e 86.263 funcionários, número 4,7% superior ao do ano anterior.

Um dos destaques de 2019 foi o aumento dos resultados gerados, as chamadas sobras, que cresceram 31,6%, chegando a R$ 2,6 bilhões antes das destinações. O ramo mantém o histórico de crescimento de tamanho, 9,8%, chegando a R$ 57,2 bilhões de ativos. Já o volume de ativos permanentes, os imobilizados, cresceu 8,4% de 2018 para 2019. O levantamento mostra ainda que o nível de capitalização em 2019 foi de 12,8%, e o Patrimônio Líquido atingiu volume de R$ 21,2 bilhões. A geração de caixa do ramo, mensurado pelo indicador Ebitda, foi 2,4% superior ao ano anterior. O estudo aponta também que o saldo da balança comercial cooperativista no ano passado foi de US$ 2,4 bilhões, sendo que as exportações somaram U$ 2,5 bilhões. As cooperativas agropecuárias paranaenses recolheram aos cofres públicos (impostos) o total de R$ 2,2 bilhões, montante 15,6% maior que em 2018.

Foto da Agência Brasil/Crédito obrigatório

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments