O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou a lei que autoriza a prorrogação por dois anos dos contratos temporários de 269 médicos veterinários que trabalham no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A Lei 13.996 é originada da MP 903/2019, aprovada pela Câmara dos Deputados e Senado Federal em abril. De acordo com o Mapa, sem a prorrogação desses contratos, pode haver um iminente risco à saúde dos consumidores brasileiros de carne, assim como prejuízos às exportações e mercado interno.

 

Para a deputada federal Aline Sleutjes, do Paraná, membro da Frente Parlamentar da Agropecuária (FAP), a renovação traz um respiro para o agro, pois as fronteiras poderiam ficar expostas a riscos sanitários, que poderiam afetar a economia e a saúde animal e humana. “E estender esses contratos se faz ainda mais importante neste período tão delicado de pandemia de Covid-19. É fundamental que o setor do agro mantenha sua credibilidade nos mercados interno e externo neste momento, para manter seu crescimento.”

 

A sanção foi endossada pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina. Segundo ela, “sem o trabalho desses profissionais, muitas empresas ligadas à indústria da produção de proteína animal ficam sem a necessária fiscalização relativa aos exames ante e post mortem, causando um efeito direto no regular funcionamento delas, e da cadeia comercial como um todo”, disse a ministra durante a tramitação da MP 903 no Congresso Nacional.

 

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments