O Presidente Jair Bolsonaro se manifestou em defesa da vice-líder do Governo Aline Sleutjes (PSL-PR) que está sendo ofendida e acusando de ter votado a favor do Fundão.

Os parlamentares que votaram a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) foram rotulados de serem a favor do fundão, o que segundo o Presidente é uma inverdade. Bolsonaro esclareceu essa questão em uma entrevista à Rádio Banda B. “A Deputada Aline Sleutjes não votou para aprovar o Fundão, ela votou para aprovar a LDO importante para o País e o fundão estava no meio, quando deveria ter sido feita uma votação em separado para votar o Fundão, mas por uma manobra não aconteceu”, esclareceu o presidente.

No dia da votação da LDO, o Plenário estava sendo presidido pelo Deputado Federal Marcelo Ramos (PL-AM). Segundo o presidente Bolsonaro, Ramos conduziu os trabalhos de forma errônea, sem seguir as regras do Regimento Interno da Câmara e votou a LDO que viabilizou um fundão ainda maior ao realizar uma votação única para os dois textos. “Ele que fez isso tudo, porque se tivesse destacado [o texto do Fundão], certamente o resultado tinha sido diferente. Então cobre em primeiro lugar do Marcelo Ramos”, ressaltou Bolsonaro.

Ainda na entrevista, Bolsonaro disse que Marcelo Ramos atropelou, ignorou, passou por cima e não votou o destaque que poderia impedir o fundão. O texto, aprovado na Câmara por 278 votos a favor, 145 votos contra e uma abstenção, teve o referendo de deputados da base governista. Bolsonaro disse que “sigo a minha consciência, sigo a economia, e a gente vai buscar dar um bom final pra isso tudo daí.”

Subscribe
Notify of
guest