A deputada federal Aline Sleutjes, do Paraná, respondeu na manhã desta quinta-feira (14), ao posicionamento de sete vereadores de Castro, na região dos Campos Gerais, que rejeitaram à parlamentar o título de Cidadã Benemérita (Projeto de Lei 08/2020), em sessão na Câmara Municipal na última segunda-feira (11), embora tenha recebido pareceres favoráveis da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e da Assessoria Jurídica. Foram seis votos favoráveis.

 

O título de Cidadão Benemérito é concedido a até duas pessoas por ano, em reconhecimento ao trabalho desempenhado em benefício da cidade. Para os vereadores, alguns inclusive eleitos na base da deputada Aline Sleutjes quando ela foi candidata a prefeita do município, a aprovação do projeto não seria oportuna, por não condizer com o trabalho realizado pela deputada até o momento. Outros ainda justificaram a rejeição ao título por conta do posicionamento político da deputada. Aline Sleutjes é vice-líder do governo do presidente Jair Bolsonaro.

 

Em entrevista exclusiva pela manhã ao radialista Ricardo Zampieri, na Rádio MZ FM 90.7 (Ponta Grossa), Aline Sleutjes externou sua decepção. “Me impressionou sete vereadores que representam Castro deixarem de oportunizar um título, que, para eles, pode ser apenas um papel, mas para mim representaria mais um orgulho… Não é o trabalho de um dia, são 20 anos que estou entregando pela política e pela cidade. Abri mão da minha vida, do meu trabalho, da minha profissão, da minha família e dos meus sonhos pessoais. Considero que tenho feito um excelente trabalho”, disse na entrevista. Ouça abaixo a entrevista na íntegra.

 

 

Aline Sleutjes assumiu o cargo de deputada federal em 2019 e apenas no primeiro ano de mandato conseguiu a liberação de R$ 70,7 milhões para o Paraná, sendo R$ 15,7 milhões para Castro, por meio de emendas parlamentares. Destes, R$ 10 milhões para as obras da estrada do distrito de Socavão. O recurso é fundamental para a segunda etapa de pavimentação da estrada, entre o Pinheirão e o Cruzo, que é de grande fluxo de caminhões e atende mineradores e a produção leiteira e agrícola da região.

 

VOTOS CONTRA: Maurício Kusdra (PSB), primeiro-secretário, Dirceu Ribeiro (Podemos), Gerson Sutil (PSC), Joel Elias Fadel (Patriota), José Otavio Nocera (Patriota), Jovenil Rodrigues de Freitas (Podemos) e Neto Fadel (Patriota).

 

VOTOS A FAVOR: Fatima Castro (MDB), presidente, Herculano da Silva (DEM), vice-presidente, Rafael Rabbers (PTC), segundo-secretário, Antonio Sirlei Alves da Silva (DEM), Luiz Cezar Canha Ferreira (DEM) e Paulinho de Farias (PSD).

Subscribe
Notify of
guest