A Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – comemora 47 anos neste domingo, dia 26 de abril. Vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), desde 1973 assume o desafio de desenvolver um modelo de agricultura e pecuária genuinamente brasileiro, superando qualquer barreira que limite a produção de alimentos, fibras e energia no nosso país. Ao longo de todos esses anos, foram inúmeras as contribuições efetivas para o agronegócio brasileiro, em parceria com instituições públicas e privadas nacionais e internacionais e com o produtor rural.

 

Hoje são quase mil projetos em andamento em 43 unidades da Embrapa pelo país, em prol de soluções para o agro, destaca a deputada federal Aline Sleutjes, do Paraná, membro da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). “Não podemos deixar de parabenizar todo o time da Embrapa por estes 47 anos de um trabalho brilhante. Nossa homenagem a gestores, pesquisadores, analistas, técnicos e assistentes. Que estes profissionais sigam motivados na busca por soluções sustentáveis para o campo, por meio de parcerias e inovação.” 

 

Além de gerar conhecimento e tecnologia, a Embrapa contribui na formulação de políticas públicas, disponibilizando dados e informações técnicas para diferentes setores da sociedade. Não está sendo diferente neste momento de pandemia de Covid-19 “Como vice-líder do governo federal, agradeço à Embrapa pelo apoio às ações do governo no enfrentamento da pandemia de coronavírus, com o planejamento de estratégias territoriais”, diz Aline. A Embrapa, segundo a deputada, sistematizou painéis gráficos que mostram o avanço dos casos da doença no território nacional, mostrando a evolução temporal diária, além da espacialização estadual dos casos da doença.

 

A deputada conta ainda que a Embrapa desenvolveu diversas ações para auxiliar os produtores rurais. Ela reuniu em um canal especial dentro do seu portal informações importantes sobre a Covid-19. Há publicações que orientam produtores de variadas áreas, como avicultura, suinocultura, bovinos de corte, ovinocultura, caprinocultura e aquicultura; boletins semanais sobre o impacto da pandemia no setor leiteiro; boas práticas de sanitização no processamento de alimentos, e guia prático de limpeza de alimentos. Criou ainda um programa de rádio com orientações para o agricultor se proteger do coronavírus, cursos online, entre diversos outros conteúdos essenciais.

 

“A Embrapa está se dedicando muito a estudos de cenários e de inteligência estratégica sobre o agronegócio em decorrência da pandemia. Ações como estas demonstram o trabalho sério da Embrapa e toda a sua preocupação em garantir todas as orientações possíveis aos produtores neste momento delicado.”

 

 

Subscribe
Notify of
guest