A deputada federal Aline Sleutjes participou na noite desta segunda-feira, 29 de março, da reunião remota da diretoria da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG). 

A parlamentar falou sobre a nova concessão do Paraná, questão referente a ‘serviços essenciais ou não’, destacou suas novas missões em Brasília: a presidência da Comissão de Agricultura e a vice-liderança do governo no Congresso Nacional e citou porque é contra lockdown. “A própria OMS já disse que lockdown serve apenas para deixar o pobre mais pobre e não funciona como solução da Covid-19”, afirmou.

“Nós temos grandes desafios pela frente e agora como vice-líder do governo terei a atribuição de dialogar com o governo, com os deputados e senadores para discutirmos os vetos e as Medidas Provisórias, para avançarmos nas pautas necessárias para o Brasil”, comentou Aline Sleutjes.

A parlamentar também indicou que a ACIPG poderia realizar uma reunião para informar e tirar dúvidas sobre as questões da nova concessão com a superintendente Natália Marcassa de Souza, da Secretaria de Fomento, Planejamento e Parcerias (SFPP), do Ministério da Infraestrutura. A deputada se propôs a marcar a reunião.  

O presidente da ACIPG, Douglas Fanchin Taques Fonseca, agradeceu à presença da deputada e elogiou o trabalho que ela vem desenvolvendo em Brasília. “Brilhante a apresentação da deputada Aline em nossa reunião ordinária da Associação. Além de ouvir e se comprometer com os lojistas em buscar soluções para as principais dores da economia, participou e trouxe muita informação para nosso núcleo estratégico empresarial que está à frente das discussões sobre o formato do pedágio a ser implantado no edital previsto para o segundo semestre desse ano. Mostrou muita energia e muito conhecimento na atuação como deputada, agradecemos e sentimos orgulho pela nossa representante em Brasília”, comentou o presidente.

A parlamentar registrou o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia e falou também sobre a necessidade da implantação do tratamento imediato. “Saibam que o governo federal está com um mar de investimentos desde o começo da pandemia. O auxílio emergencial foi apenas um deles. Cada governador e cada prefeito recebeu milhões de reais e muitos estão com este dinheiro em caixa e não investiram na saúde. Defendo o tratamento imediato, se nossa população estivesse recebendo os remédios de seus governantes, não estaria o caos que está hoje. Não concordo que um paciente receba dipirona e seja encaminhado para casa e quando piorar retorne, pois não temos UTIs e respiradores para todos, afinal nunca tivemos. Covid-19 tem tratamento como toda doença, são centenas de artigos científicos que mostram sua eficácia contra a doença, não podemos mais admitir este negacionismo”, complementou a deputada.

A deputada sugeriu diante de vários questionamentos e pedidos de socorro dos empresários que os mesmos solicitem aos vereadores e a prefeita, ações imediatas de enfrentamento e apoio ao comércio, como a redução de taxas e tributos municipais, dilação de prazo das taxas e multas, suspensão de cobranças, o questionamento sobre as medidas restritivas que só causam prejuízos irreparáveis e que nada resolvem em relação a doença.

A parlamentar reforçou a parceira com a instituição, relatou que está encaminhando mais R$ 1 milhão para a Santa Casa e que estará sempre atendendo ao chamado do povo Pontagrossense. O Presidente Douglas, agradeceu mais uma vez o empenho da deputada Aline Sleutjes em relação às demandas Institucionais da Santa Casa e a eficiência nas soluções das mesmas.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments