A CAIXA anunciou na tarde desta quinta-feira (25/03), em evento no Palácio do Planalto, que contou com a presença da deputada federal paranaense Aline Sleutjes e do presidente da República, Jair Bolsonaro, de medidas de apoio a Santas Casas e Hospitais Filantrópicos.

Entre as principais medidas anunciadas, estão a possibilidade de pausa de 180 dias em contratos de crédito, a ampliação do prazo de pagamento de 84 para 120 meses e a disponibilização da nova modalidade CAIXA Hospitais Pós, que tem taxa pós-fixada de 0,29% a.m. + CDI, 42% menor em relação às atuais.

O presidente Bolsonaro destacou o excelente trabalho feito pelas Santas Casas e também lembrou que seu governo trabalha sempre unindo vidas ao emprego. “Sobre nossas Santas Casas, tenho um carinho muito grande por elas, porque minha vida foi salva por elas, a de Juiz de Fora, em 6 de setembro de 2018.  O ano passado foi muito difícil para nós, vida e emprego, essa foi a preocupação do nosso governo desde o início da pandemia, executamos o maior programa social do mundo. Com o auxílio emergencial, 68 milhões de pessoas foram beneficiadas, em grande parte aqueles que não tinham carteira de trabalho, viviam da informalidade, os invisíveis, os esquecidos, o governo não os deixaram para trás”, afirmou.

O presidente da CAIXA, Pedro Guimarães, ressaltou a importância e o potencial das medidas. “Queremos oferecer a linha para todas as Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do país. São 189 mil leitos que podem se beneficiar hoje dessas medidas”, explicou o presidente.

“Estamos reduzindo em 42% a taxa de juros, dando 6 meses de carência para as Santas Casas que já tem empréstimo com a Caixa. São 3 bilhões e meio de reais para 286 Santas Casas. Temos 1651 Santas Casas com quase 190 mil leitos que nós queremos ajudar com essas taxas menores e prazos de pagamentos maiores”, disse Pedro.

Para a parlamentar Aline Sleutjes, essas instituições fazem a diferença no atendimento ao povo brasileiro. “Um grande momento para resgatarmos a confiança, força e coragem destas instituições, dando condições para que elas façam a diferença na vida de todos os brasileiros”, destacou Aline.

Somado às demais ações já implementadas pelo governo federal, o anúncio da CAIXA reforça as medidas de combate ao Coronavírus, auxiliando instituições que estão na linha de frente no combate à COVID-19. Neste sentido, as entidades podem solicitar pausa nas operações já contratadas do CAIXA Hospitais, CAIXA Giro SUS e CAIXA Hospitais FGTS.

Já na linha CAIXA Hospitais Pós, as Santas Casas e hospitais filantrópicos podem utilizar os recursos para investimentos ou para compor fluxo de caixa, com carência de até seis meses para pagamento da primeira parcela, podendo escolher a melhor alternativa de aplicação frente a sua realidade financeira.

Veja os números das medidas de apoio as Santas Casas e Hospitais Filantrópicos:

– 3,4 bilhões de reais em carteira

Atendidas pela CAIXA:

– 286 Santas Casas e Hospitais Filantrópicos atendidas pela CAIXA

– 36 mil leitos

– 7 mil UTI

No Brasil:

– 1651 Santas Casas e Hospitais Filantrópicos

– 189 mil leitos

– 23 mil UTI

Fonte: Confederação das Santas Casas, dados: março de 2021

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments