A instalação da fábrica vai criar cerca de 300 empregos na região. Novos investimentos também estão sendo discutidos com o grupo o qual a Tatra faz parte.

No último dia 3 de setembro, aconteceu a assinatura do protocolo de intenções para instalação da indústria de caminhões TatraBras, na Cidade de Ponta Grossa. A produção vai começar em fevereiro de 2021, criando 50 empregos diretos. A expectativa é de empregar 300 pessoas nos próximos anos.

A implantação da indústria na cidade é resultado de 4 anos de reuniões e planejamento da empresa através de seus sócios Eduardo Pavel Petrasek, Eduardo Padilha e Ricardo Salles, com o Vice-Governador, Darci Piana, o ex Cônsul da República Tcheca e o atual Cônsul, Rui Lemes.  Eles estiveram em missão, no ano passado, junto com a Deputada Federal e Vice-Líder do Governo, Aline Sleutjes, empresários e algumas cooperativas, na sede do grupo na República Tcheca.

Na semana passada o proprietário e diretores da Tatra, estiveram em Castro a convite da Deputada Aline Sleutjes, para conhecer o Distrito Industrial e o Projeto Nova Castro, buscando viabilizar a instalação de outras empresas do grupo. Isso só acontece graças a credibilidade do trabalho da parlamentar, que luta em prol do desenvolvimento e da geração de empregos, na região.

“Meu trabalho é cuidar da população dos Campos Gerais, e do Paraná. Isso inclui, cuidar da renda das famílias, emprego e do desenvolvimento local.  Essa parceria é muito importante porque teremos centenas de pessoas trabalhando diretamente na indústria, e indiretamente movimentaremos o comércio local, gerando riqueza para nosso Estado. Parceira que gera resultados”, afirma a Deputada.

A montadora, que pertence ao grupo CSG Aerospace, da República Tcheca, fará um investimento de R$ 102 milhões até 2026. O acordo prevê ainda, contratação de mão de obra local e intercâmbio de dez estudantes brasileiros para participar de um programa de treinamento na matriz da Tatra, em Kopřivnice, na República Tcheca. A unidade de Ponta Grossa, será a primeira fora da República Tcheca no mundo, que pretende fazer outros investimentos na região.

“Vários outros estados pediram essa planta, mas o forte relacionamento com o Paraná, através do seu Cônsul Rui Lemes, o Vice-Governador Darci Piana, junto com o Governo do Estado e claro, a ótima localização e características das cidades dos Campos Gerais, foi decisório. Fizemos uma pesquisa muito ampla de concorrência antes desse investimento e optamos pelo Paraná”, explicou o presidente do grupo.

PRODUÇÃO – O barracão de seis mil metros quadrados que abrigará a multinacional, começou a ser construído há aproximadamente um ano e fica no distrito industrial de Ponta Grossa, às margens da BR-376. Num segundo momento ela também terá uma pista de teste para os veículos no município.

Inicialmente a produção utilizará o sistema CKD (somente montagem no Paraná) e, na sequência, produzirá veículos a partir de partes, motores, componentes e acessórios fabricados ou fornecidos por empresas brasileiras, especialmente paranaenses. A planta terá capacidade para produzir 225 caminhões por ano a partir de 2022 e até 800 caminhões/ano depois de 2025.

“Estamos juntos para construir um Estado mais forte e municípios mais industrializados, gerando emprego, renda e qualidade ao povo Paranaense”, ressaltou a Deputada Aline Sleutjes.

Subscribe
Notify of
guest