A Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos Damares Alves estará em Cascavel (PR) em novembro com a Deputada Federal Aline Sleutjes.

Ambas participarão de uma mesa redonda convidada pela Coordenadora da Escola Legislativa Adriana Sales e pelo Presidente da Câmara Municipal de Vereadores Alécio Espínola (PSC/PR). O evento acontecerá no dia 26 de novembro na Câmara Municipal de Cascavel (PR) para tratar do combate a violência da mulher.

A Deputada Aline Sleutjes visitou a Ministra Damares e registrou em vídeo seu convite: “Eu como Parlamentar Mulher, e a Senhora como ministra desta pasta, estamos sendo convidadas para prestigiar esse grande momento de discussão de um tema tão significativo para o Brasil, em nome do Presidente da Câmara de Cascavel Alécio Espínola e da Sra. Adriana Sales estou aqui realizando este convite oficial e espero que a senhora aceite.”

A Ministra Damares Alves prontamente respondeu ao convite e confirmou a presença: “Convite aceito, data já reservada, estarei lá com a minha amiga e Deputada, falando sobre a proteção da mulher, mas até lá, se você souber que uma mulher está vivendo um ciclo de violência, ligue para nós, ligue no 180 o nosso telefone aqui. Eu e a Deputada Aline estaremos em Cascavel para proteger as mulheres dia 26 de novembro”, confirmou Damares.

Grupo vulnerável

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos divulgou, no dia (07/03/2021), divulgou que os canais Disque 100 e Ligue 180, do Governo Federal, registraram 105.821 denúncias de violência contra mulher no ano passado.

O dado corresponde a cerca de 12 denúncias por hora.

A ministra Damares Alves, titular do MMFDH, lembra que, com a pandemia causada pelo coronavírus, a pasta trabalhou para aumentar as possibilidades de que as vítimas e quem souber destes atos, tenham acesso rápido ao Disque 100 e ao Ligue 180.

“Hoje, a população possui um número de WhatsApp para entrar em contato com esse ministério, com os nossos canais. Estamos aqui para ajudar vocês. Acabou para os agressores de idosos, de mulheres, de crianças, e todos que mais precisam nesse país”, enfatiza.

Disque 100 e Ligue 180

O Disque 100 e o Ligue 180 são serviços gratuitos para denúncias de violações de direitos humanos e de violência contra a mulher, respectivamente. Qualquer pessoa pode fazer uma denúncia pelos serviços, que funcionam 24h por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. Além de cadastrar e encaminhar os casos aos órgãos competentes, a Ouvidoria recebe reclamações, sugestões ou elogios sobre o funcionamento dos serviços de atendimento.

Enfrentamento às violações de direitos humanos

Em 2020, o MMFDH destinou R$ 626 milhões para ações voltadas à garantia de direitos humanos no Brasil. Os recursos representam uma execução de 98% em relação ao orçamento autorizado para o ano passado, de R$ 641 milhões. As iniciativas, como o fortalecimento da rede de proteção, impactam diretamente na vida dos mais vulneráveis no país, como mulheres, crianças, adolescentes, idosos e pessoas com deficiência em situação de vulnerabilidade social.

As batalhas da vice-líder Deputada Aline Sleutjes começaram em Castro, sua cidade natal, como educadora. Das salas de aulas, chegou à política – onde já constrói uma história de mais de duas décadas. Aline tem ciência de que tudo o que viveu até aqui, está servindo de “munição” nas batalhas que tem travado neste primeiro mandato na Câmara Federal.

“Luto pelo que acredito, e acredito na força da mulher, no poder de transformação pela educação e no potencial do agro, que produz o crescimento do nosso Brasil, vamos juntos vencer todos os desafios e problemas deste país, inclusive a violência”, ressaltou a voz da mulher e do Paraná em Brasília.

Subscribe
Notify of
guest