A Associação Brasileira dos Produtores de Leite (Abraleite) divulgou na sexta-feira (11/06) a lista das maiores empresas de laticínios do país. O 24° Ranking Leite Brasil 2020, que apresenta dados das 12 maiores produtoras brasileiras, mostra que a Unium, intercooperação de lácteos das Cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal, localizadas na região dos Campos Gerais, no Paraná, é a segunda maior fabricante de leite nacional e possui a melhor eficiência por produtor do país.

Crescimento – Terceira colocada no levantamento de 2019, a Unium apresentou um crescimento de 3,3% na produção no último ano, totalizando 1,3 bilhão de litros de leite. O ranking também mostra que a Unium contou com um salto no volume médio dos fornecedores em 2020, com um aumento de 22,5%, equivalente a 2.053 litros de leite/produtor diários – resultado que a coloca como a marca com o maior rendimento por fornecedor no Brasil.

Modelo de negócios – Os resultados se devem ao modelo de negócios adotado. Ao trazer para o Brasil o modelo de intercooperação e com os resultados recentes, em diversos setores, mostra-se que foi uma decisão acertada e que tende a crescer no mercado. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), as doze empresas analisadas pelo ranking representam 29% de todo o volume de captação formal brasileiro no ano passado.

Sobre a Unium Marca institucional das indústrias das cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal, a Unium representa os projetos em que as cooperativas paranaenses atuam em parceria. Todas as marcas reunidas pela Unium, inclusive a Alegra, são reconhecidas pela qualidade e excelência.

Marcas – A Unium também conta com três marcas de lácteos: Naturalle – de produtos livres de aditivos -, Colônia Holandesa e Colasso.

No setor de grãos, a Unium conta com a marca Herança Holandesa – farinha de trigo produzida em uma unidade totalmente adequada à ISO 2200 o que a qualifica com elevados padrões de exigência.

Se dependesse só da Deputada Aline Sleutjes, o leite teria maior presença na nutrição dos alunos da rede pública de ensino no Brasil, nos lares de todos os brasileiros, na cultura alimentar , o que reforçaria ainda mais a valorização da cadeia láctea nacional.

“Precisamos colocar mais leite no dia a dia do cidadão brasileiro. Isso irá contribuir em muito para o setor leiteiro, além de ser uma fonte de sustento saudável, gera emprego, renda , desenvolvimento, manutenção do homem e da mulher no campo. ” afirmou a Presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (CAPADR) da Câmara dos Deputados.

A deputada além disso salientou a relevância da estruturação dos produtores rurais para terem uma melhor perspectiva de preço do seu produto. “A construção do preço justo será possível, quando efetivamente o produtor rural entender o seu custo de produção, ser valorizado pela qualidade e quantidade do seu produto, ter data e preço mínimo e contratualizar suas negociações.”

A presidente da Comissão da Agricultura tem trabalhado para dar suporte aos produtores rurais, enfatizando a importância socioeconômica da rede de produção leiteira nacional. Segundo ela, o Brasil é o terceiro maior produtor de leite do mundo, com o alimento sendo o sexto em importância no agronegócio do país. O setor tem mais de um milhão de propriedades leiteiras e cerca de 20 milhões de pessoas envolvidas na atividade.

“Esta conquista da Unium , representa a minha conquista também, pois estas cooperativas fazem parte da minha vida, da minha história, da minha família e do meu trabalho hoje como presidente da Comissão da Agricultura do Brasil. Parabéns Unium, vocês representam a força do povo honesto, dedicado, comprometido e trabalhador do nosso País”, ressaltou a deputada do agro, Aline Sleutjes.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments