A Deputada Federal Aline Sleutjes concedeu nesta quarta-feira, 17 de março, entrevista para o programa Painel Eletrônico da Rádio Câmara e destacou vários pontos que serão prioridades para a parlamentar à frente da Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados.

“Vamos desenvolver ainda mais o agro do nosso país”, disse a parlamentar paranaense. Entre os projetos prioritários da nova presidente do colegiado estão a regularização fundiária, licenciamento ambiental, defensivos, programas de apoio e incentivo a agricultura familiar.

Segundo ela, a regularização irá estabelecer os direitos e deveres dos agricultores que estão há vários anos sem a titulação das propriedades. Com esta ação, terão independência, liberdade e possibilidade de retirarem linhas de crédito para investimento e desenvolvimento de suas propriedades, bem como de manter suas famílias na área rural. O licenciamento ambiental acelerará a liberação de obras importantes para o desenvolvimento da infraestrutura nacional urbana e rural.

Aline Sleutjes também citou as discussões sobre o uso de defensivos agrícolas, que com assistência técnica especializada e seguindo as normas vigentes, evitam pragas e insetos e levam alimento de qualidade para a mesa dos brasileiros. Lembrou que defensivos são remédios das plantas, que ninguém utiliza porque deseja ou aumentar o custo de produção, mas devido o clima tropical, depende desses produtos para colher alimentos de qualidade para o mercado interno e externo.

A parlamentar destacou que já está trabalhando forte na análise de dezenas de projetos que ficaram paralisados na comissão durante o ano de 2020, devido a falta da sua instalação, mas que em alguns dias já devem estar com relatores designados, bem como sendo debatidos e votados.

Sleutjes destacou que os produtores rurais são os melhores protetores da natureza: “cada propriedade rural preserva entre 20% e 80% de sua área seguindo o Código Florestal Brasileiro, mais severo e eficiente do mundo. Utilizamos apenas pouco mais de 7% do território nacional, e mesmo assim o nosso agronegócio alimenta o Brasil e o mundo”, afirmou.

A presidente da Comissão de Agricultura também defendeu, em sua fala, projetos de fortalecimento da agricultura familiar, desburocratização, atenção ao produtor de leite, incentivo à piscicultura, novas linhas de crédito e a agilização dos programas de compra de alimentos dos pequenos produtores.

Estamos num excelente momento, sou base do Governo Federal, membro da Frente Parlamentar da Agricultura, parceira do Ministério da Agricultura e das presidentes das comissões do Meio Ambiente e de Constituição, Justiça e Cidadania, do presidente da Câmara Arthur Lira, desta forma acredito poder avançar bastante em pautas prioritárias neste ano.

“Não existe vida sem o agro” finalizou.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments